Carvão ativado: branqueador. Verdade ou mito?

Carvão ativado: branqueador

Mito. O carvão ativado não é branqueador.

Designações como “branqueador” ou “branqueadora” referem-se exclusivamente a produtos que branqueiam os dentes, o que apenas se aplica aos tratamentos profissionais realizados por dentistas. Os restantes produtos, como é o caso das gamas feitas à base de carvão ativado, removem a placa bacteriana e as manchas dos dentes, devolvendo a cor original que é geneticamente determinada.

Diferença entre branquear e clarear

Na prática, os produtos de higiene oral disponíveis no mercado, como pastas de dentes ou elixires, não oferecem um tratamento profissional, logo a sua utilização não permite obter uma alteração na cor dos dentes. Estes produtos ajudam a clarear mas não branqueiam, fenómeno que apenas acontece quando o tratamento em questão atinge a dentina.

O que é o carvão ativado?

É um carvão vegetal que se obtém através da queima controlada de matérias orgânicas, como determinadas madeiras, cortiça ou a casca de côco, esta última utilizada na gama da Georganics. Apesar de não ser branqueador, é um abrasivo natural que se destaca graças à sua porosidade, característica que lhe confere um efeito de “esponja” ao reter nos seus poros as impurezas, tornando-o num removedor de manchas eficaz.

Os produtos de carvão ativado são eficazes?

A resposta é sim. Tendo em conta que, diariamente, estamos expostos a dezenas de pigmentos que, a longo prazo, provocam manchas nos dentes (exemplos disso são bebidas como o café, vinho tinto ou refrigerantes), justifica-se a utilização de produtos de manutenção, concebidos especificamente para o efeito. É o caso da pasta de dentes da Georganics que, no entanto, devido ao facto de ser abrasiva, não é recomendada a sua utilização diária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *